Seja Bem Vindo! Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019
Notícia » Rotary » Notícias
03/12/2019 às 10h39min - Atualizada em 03/12/2019 às 10h39min
50 anos servindo Rotary Club de São Paulo – Jardim das Bandeiras Alto de Pinheiros
Parabéns ao Presidente Nadir Zacarias e todos os companheiros deste prestigioso Rotary Club.

Pronunciamento do historiador Sérgio de Castro.

Fotos e noticiário completo sobre este grandioso evento do rotarismo brasileiro, será publicado na próxima semana.

 

Saudações a todos

Nada mais suave do que a luz da verdade.

Sócrates dirigia-se a Platão, seu discípulo dizendo “Você é meu amigo, mas a verdade é muito mais minha amiga”.

Em nossos dias e porque não em nosso país, a verdade, além de relativa é vilipendiada sempre e em todos os lugares. Podemos afirmar, Rotary é exceção?

Paul Harris afirmou em Houston em 1948 que “O futuro do Rotary é imprevisível, mas seus fundamentos poderão ser eternizados”.

Em 1969-70 o Governador Hermenegildo Morbin Júnior, fundador do Jardim das Bandeiras, afirma ao lado de sua esposa Santa Morbin, uma das mulheres pioneiras da ASFAR: “Rotary proporciona momentos memoráveis de nossas vidas como este no surgimento do Rotary Jardim das Bandeiras”.

Agora com o Rotary Club de São Paulo-Alto de Pinheiros iniciado em 1974, como Vila Madalena. Mutatis Mutandis, como escreveu no livro histórico Rotary Eterno, recém lançado, o Governador Antônio José da Costa, único dos Distritos 461, 4430 e 4563, agora multiplicado sob a égide da Governadora Maria Lúcia Strazzeri a quem saúdo agora, por primeiro, como diria o poeta.

 

Neste momento tenho convicção que seria melhor exteriorizar uma parte do meu convívio com esta unidade rotária, como não tenho tempo para isso, vamos aos fundamentos, um pouco da evolução, deixando para o Diretor Antiório suponho,  este lado, pelo fato de ser testemunha ocular, também, desta caminhada que hoje festeja o seu Jubileu de Ouro e o próprio presidente, Governador Nadir Zacarias.

 

O primeiro presidente, Oldemar Damasceno Pacheco, com o qual convivi à convite do Governador Morbin, em seu escritório na Rua Capote Valente, da mesma forma com o incrível Emilio Gomes D’Almeida, representante do Governador para fundá-lo. Os pioneiros Caldeira e Milanez e ainda Jorge Sarham, ao qual visitava, antes da fundação, em sua casa, na Rua Teodoro Sampaio, esquina com a Cristiano Viana, que disse naquele momento “Podemos conversar sem ruído, faz somente pouco mais de um mês que os bondes em duas mãos deixaram de circular em frente a minha casa”.

Caldeira, Milanez

Reverenciando Croce, Botura, Ortega e Yaro, remanescentes quando o clube completou 30 anos em 1999-2000, na presidência do amigo Jorge Prudente Carrano e Governador Marco Antônio Gazel, competente e firme ao lado de Emira Maria Aranha Gazel, mulher empoderada que em quietude age, honrando a instituição rotária.

Nesta situação de reconhecimento às mulheres uso as palavras do presidente e Governador Zacarias em sua posse recentemente: “Meu reconhecimento à Cida, minha querida esposa, sem a qual não teria condições de exercer esta honrosa posição na maior organização de serviços voluntários do mundo”.

Gostaria de apresentar muitas fotos e legendá-las como preconizam os coordenadores da Imagem Pública,neste período, no país; sendo difícil agora, peço que vejam imagens das mais variadas atividades deste clube, destacando os fundadores, o Governador Morbin, o primeiro presidente Oldemar e o incrível Governador Gastão Pinatel, que fez história ao fundar o primeiro Colégio de Governadores do Brasil em 1965-66.

Orlando Vessoni e Paulo Andrade Costa ambos do Rotary Pinheiros, serão lembrados para sempre.

O dia 29 de setembro de 1969 ficará no coração de todos os que amam este clube.

Temos a imagem também para continuar registrando esta história, no dia da fundação do clube, a figura lendária de Hermínio Gomes Moreira, fundador do Rotary Club de São Paulo, em fevereiro de 1924, presente em 1969, ele consagrado como o rotariano mais antigo da América do Sul, por muitos anos, e por um bom período, o rotariano mais antigo do mundo.

Conhecido como o clube dos engenheiros e talento musical, como vemos nesta foto com o futuro Governador e futuro presidente de Rotary International Paulo Viriatto Correa da Costa que afirmou, por escrito, ser este clube campeão de companheirismo.

Na primeira gestão Zacarias, vemos o então Governador Antiório, mais tarde Diretor, com o amigo e médico da família rotária.

Vemos também foto da grande tradição do clube nos trabalhos da ASFAR. A presidente Emília Kreimer para adquirir a sede própria no Pacaembu.

Alceu A. Vezozzo – Diretor de RI, sócio honorário, amigo fraterno do clube.

Quando estive com o companheiro Prézia, presidente do clube por duas vezes, em sua casa, recentemente, constatei que ele é portador da história do clube, em seu generoso coração.

Importante o momento rotário em nossa região, com a fusão entre Jardim das Bandeiras e Alto de Pinheiros, clube fundado como Vila Madalena em dezembro de 1974.

O boletim do clube comemorando 10 anos, distribuído na ocasião, é um primor de publicação rotária, relatando o trabalho de senhoras e dos rotarianos em favor de programas de Rotary. Neste boletim também foi publicada a orientação do Governador Carlos Wamondes de Macedo nomeando como seu representante o companheiro Walter Bontempo do Rotary Club de São Paulo – Pinheiros.

Em 12 de março de 1974 foi realizada a primeira reunião preparatória nos salões da Igreja de Santa Madalena com a presença do presidente Walter Bontempo, Orlando Vezoni, Máximo Martins da Cruz, Jorge Nahas Siufi, José Lamoglia, José Santiago Junior, Antonio D’Amélio e Nicolau Del Negro e ainda Oduvaldo Doninni, presidente do Rotary Caxingui.

Após algumas reuniões aconteceu a diplomação do clube no dia 19 de março de 1975 nos salões do Clube Alto de Pinheiros com a presença de 383 pessoas. Por ocasião da fundação o clube tinha, conforme relatado neste boletim, 28 associados.

Estiveram presentes, o Governador Gino Pereira dos Reis, que fez a entrega do diploma, e Governador Carlos Wamondes de Macedo que saudou os novos sócios.

Esse boletim publicou na página 23 um artigo do Governador Carlos Alberto Hernandez, extraído da revista Vida Rotária enaltecendo as atividades profícuas do Rotary Club de São Paulo – Alto de Pinheiros, afirmando ao final deste trabalho que “A paz é fruto de uma vivência em Deus”.

Fica evidente com este boletim a integração total deste clube no meio rotário conforme matéria assinada pelo saudoso companheiro Luiz Fortunato, um comunicador por excelência, bem como os companheiros Carlos Taufiki Haddad e Mário Furegati, a quem apresentei meu amigo desde a infância, Altamiro Ribeiro Dias, tornando-se padrinho do ilustre rotariano, médico, Governador do Distrito 4610 posteriormente, que muito realizou em prol da saúde pública desde quando pertenceu a esta unidade rotária.

Este clube, através do Camp Pinheiros, sempre realizou trabalhos de excelência em prol da juventude em todos lugares e projetos. Registramos também a excelente revista publicada pelo clube, quando completou 40 anos. E o inicio do Camp, do qual estive presente com Carlos Haddad, fiel escudeiro do grandioso rotariano Joaquim Lourenço, nome imprescindível do Camp.

Com a benéfica fusão realizada para a integração do novo Distrito 4563 é justo destacar a atuação dos presidentes Mário Ugolini e Sidney Costa Gonçalves.

O Presidente Maestro Darci Luiz Leite Kirst, em 1996-97, foi um excelente Governador representando este clube no ano rotário 2005-2006.

Entrevistando recentemente o Presidente e Governador Zacarias perguntei se ele poderia resumir todos os projetos e realizações do clube na área da saúde, lembrando também o Projeto Fames Plus do inesquecível companheiro Orlando Ludovicci, que preencheu com galhardia a classificação medicina. Disse a ele, entretanto, que esta manifestação ele próprio deveria fazer hoje.

Com a impossibilidade de agregar todas as fotos e o rico material que possui e acalenta, sem solução de continuidade essas imagens continuam.

Informando que todos poderão obter outras imagens na internet ou em revistas e jornais nas bibliotecas especializadas e no acervo do Museu Armando de Arruda Pereira, tudo isso povoando nossos sonhos e estimulando para continuarmos servindo.

 

Viva o Rotary Jardim das Bandeiras – Alto de Pinheiros!

 

Clubes Irmãos, desde sempre.

Vejamos: Praça Horácio Sabino, onde esteve o Marco Rotário.

Entre o Jardim das Bandeiras e Vila Madalena, nasce um dos braços do Rio Verde, cruza a Heitor Penteado, segue pela Chácara do Bispo, na Rua Abegoaria, não Abegoária, onde está o Júlio Shinzato.

Continua até a Rua Girassol, ao lado do Cemitério São Paulo.

No Alto do Sumaré, um outro braço do Rio, encontra o primeiro na Rua João Moura.

Cruzam, sempre canalizados, a Teodoro Sampaio, a Fradique Coutinho, até a Praça Portugal, junto à Igreja, segue cruzando a Rebouças.

Em servidão segue à direita na Gabriel Monteiro da Silva, Rua Verde, Rua Grécia e Faria Lima, sob o Shopping e Clube Pinheiros, continua sob as piscinas do Clube Hebraica, assim chega à Rua Hungria e Marginal, sob os trilhos do Trem Espanhol e ganha o Rio Pinheiros.

Nesta caminhada, apenas um pedaço da Bacia Fluvial desta nossa amada Cidade.

Quantas reuniões produtivas e projetos realizados pelo Jardim das Bandeiras e Alto de Pinheiros nesta região e um desafio: o mais premiado projeto – ainda arquivado – para a construção de um jardim linear na região do Beco do Batman.

Este Rio Verde que nadei com 10 anos de idade, lembra Fernando Pessoa, o maior vate português:

“O Rio da minha aldeia, não é o Tejo, não faz pensar em nada.

E para onde ele vai e donde vem.

E por isso, porque pertence a menos gente, é mais livre e maior o Rio da Minha Aldeia”.

 

Em seu pronunciamento o Governador Morbin, publicado na carta mensal de outubro de 1969 afirmou que o Rotary “Através de suas regras de conduta procura condicionar a sociedade atual para que moldada dentro dos padrões da moral e da ética transmita às gerações que se sucedem esses princípios”. A seguir anunciou o nome de todos os fundadores do clube:

Antonio Manoel Alves Teixeira, Antonio Manoel Neto Guerreiro, Carlos Henrique Keller, Celso do Amaral Pupo, Cesar Bertazzoni, Dalton Macedo Soares, Diamantino Luiz Pereira Brizo, Ernesto Fleishner, Ernest Wenzel, Francisco Léo Munari, Georg Kluge, Hercules Polinesio, Jessy Santos, Johanes Cornallis Maria Martin, Jorge Sarham Salomão, José Borba Vita, José Cyrilo de Souza, Luiz Croce Filho, Luiz Esteves Ortega, Martin Levy, Milton Bottura, Oldemar Damasceno Pacheco, Radamés Bertellini, Roberto Milanês, Vivian Jack Bensusan, Yaro Veiga Dutra.

Reuniões: 3ª feira 20hs – Clube Alto de Pinheiros – Rua Guerra Junqueira.

 

Fundadores do Alto de Pinheiros:

Adelmo Mello de Souza Leão, Alexandre do Nascimento Gonçalves, Ameleto Waetge, Américo dos Santos, Américo Siufi, André Zalaski, Antônio Tupinambá Vampré, Carlos Taufik Haddad, Cássio de Toledo Leite, Edson Franco, Odair Calia Florino, Paschoal Sálvia, Reinaldo Brauer, Pedro Teixeira Coelho, Elvésio Valentini, Ênio Ávila Mandacaru, Ênnio de Almeida Cardim, Hermindo Lázaro Bridi, Irineu Fernando de Oliveira, Jacques J. Siufi, José Paulo Mello Pimenta, José Gomes Moreira, Luiz Carlos de Queiroz Leite, Menache Haskel, Mário Furegati, Raul de Souza Amaral, Waldemar de Camillis, Walter Della Manna.



Fonte: Sérgio de Castro
464 Exibições
Comentários

nenhum comentário cadastrado!

Deixe seu comentário:
Nome:
Email:
Cidade/Estado:
Sua Mensagem: