Seja Bem Vindo! Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017
Notícia » Rotary » Notícias
16/11/2017 às 20h24min - Atualizada em 16/11/2017 às 20h24min
Mudança nos distritos rotários fortalece o debate na Regoesp
Paulo Augusto Zanardi, Diretor do Rotary International, fala sobre o novo desenho entre os distritos rotários no Brasil

Um dos assuntos mais delicados discutido entre os dirigentes rotários que participaram da 20ª Reunião entre os Governadores do Estado de São Paulo (Regoesp), pelo Rotary International, na cidade de Campos do Jordão, pelo Distrito 4600 do Rotary International, foi quanto a distribuição dos distritos brasileiros a partir de 2019 que passa a contar com 31 distritos rotários no Brasil. “Esse é um assunto delicado, que incomoda, mas que precisa ser debatido”, disse o anfitrião do evento estadual, Ivanir Chappaz, Governador do Distrito 4600 do Rotary International, associado do Rotary Club de São José dos Campos, no Vale do Paraíba em São Paulo. “Dai a importância da presença do nosso Diretor do Rotary International, que explicou com riqueza de detalhes, o que se passa”, completou o dirigente regional que contou com a participação do Diretor do Rotary International no Brasil, o empresário Paulo Augusto Zanardi, associado do Rotary Club de Curitiba-Cidade Industrial, do Distrito 4730 do Rotary International.

Durante mais de 60 minutos Paulo Augusto Zanardi, lembrou como que iniciou o processo de reformulação dos distritos rotários brasileiros, que a partir de 2019 sete deles serão incorporados a outros sete distritos rotários, por enquanto. “Os dois distritos unidos passarão a ser um novo distrito”, comentou o Diretor do Rotary International no Brasil, que admite ser uma situação nada confortável para qualquer um dos envolvidos. “É uma situação irreversível, que precisa ser assimilada de qualquer maneira pelos rotarianos”, disse ao mencionar a recente correspondência do Presidente do Rotary International, Ian Riseley, que encaminhou aos governadores rotários distritais envolvidos no processo de realinhamento dos distritos brasileiros. 

Na opinião de Paulo Augusto Zanardi o fato de haver uma diminuição no número de distritos no Brasil não quer dizer que a o novo desenho entre os distritos tenha que ser da forma como o Rotary International sugere. “Já que haverá a mudança, é uma excelente oportunidade em sugerirmos como distribuir melhor os clubes entre as regiões existentes”, falou ao colocar-se a disposição dos governadores rotários para apresentar sugestões viáveis para a efetivação da mudança. “Sei que algumas regiões ficariam melhores em outros distritos em virtude da distância, dos hábitos e até da concentração de clubes e rotarianos”, comentou o dirigente que pretende se reunir com alguns dirigentes para elaborar uma proposta neste sentido.

Para Paulo Augusto Zanardi é preciso que haja bom senso neste momento delicado. “Uma vez atendendo o que o Rotary International sugere, não vejo problemas em propor algo que seja melhor para os clubes”, defendeu o Diretor do Rotary International no Brasil que desde quando assumiu o cargo, em Julho, vem discutindo esse assunto insistentemente entre os dirigentes internacionais e os brasileiros. “Vamos fazer a mudança sem sofrimento e sem qualquer tipo de estresse, afinal, todos querem o bem comum”, falou ao lembrar da conquista de alguns distritos brasileiros que terão um tempo a mais para apresentar melhorias substanciais e evitar a mudança. “Nada é imposto, e sim o cumprimento das normas”, falou em tom pacificador procurando encontrar a melhor alternativa para todos.

Durante a exposição que fez, Paulo Augusto Zanardi mostrou que em outras regiões do Mundo, o problema está sendo bem maior envolvendo países, culturas e história diplomáticas que são bem piores do que está havendo no Brasil. “Os Estados Unidos não só perdeu distritos, como zonas e representação”, recordou o dirigente que tem procurado equacionar a situação sem que haja perdas significativas no território nacional. “No Brasil só está mudando o desenho dos distritos, não havendo mudanças nas zonas e nem na representação”, defendeu ao lamentar o transtorno que vem causando o assunto em determinados distritos envolvidos com as mudanças. 



Fonte: Sérgio de Castro
463 Exibições
Comentários

nenhum comentário cadastrado!

Deixe seu comentário:
Nome:
Email:
Cidade/Estado:
Sua Mensagem: