Seja Bem Vindo! Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
Notícia » Rotary » Notícias
25/03/2014 às 12h55min - Atualizada em 25/03/2014 às 12h55min
Verdades e Ações para sempre
Afirmo, hoje, dia 24 de março, às 16h35m, após passar boa parte da manhã na Casa da Colina, Casa Guilherme de Almeida, centro de estudos de tradução literária mantido pelo Governo do Estado de São Paulo e Secretaria da Cultura no bairro do Pacaembu, Rua Macapá, 187, São Paulo, um fantástico repositório de cultura herdado do genial poeta brasileiro Gulherme de Almeida

Escolas, clubes, entidades e todas as instituições poderão, para sempre, usufrir do seu riquíssimo conteúdo, quadros, livros e utensílios de sua propriedade. Emocionante, original, real e autêntico.

Cintia Andrade, dedicada funcionária, Coordenadora de Ação Educativa,  mostrou  em plenitude este patrimônio inigualável, precisaremos de muito mais tempo para conhecer, apreciar e avaliar devidamente. A  Casa da Colina, como afirma Gulherme de Almeida: "aí assentei a minha casa, porque o lugar era tão alto e tão sozinho, que eu nem precisava erguer os olhos para olhar o céu, nem baixar o pensamento para pensar em mim" 

O lugar é pleno de verdade.

Disse ainda o poeta: "Eis o noturno da minha mansarda encarapitada nesta colina, isolada na altura. Corro os caixilhos da janela. E ouço São Paulo. O bojo acústico do Pacaembu está embaixo. Auscultuo-o. Nele reboa e chega-me aos ouvidos - como se escuta nas conchas um oco marulho de distante oceano - o surdo murmúrio da urbs absurda. E ela me parece tão longe, tão longe, que isto aqui, graças a Deus, é mesmo o fim do mundo

Prometi a Cintia voltar, ela recomenda-me falar com o Diretor, Marcelo Tápia, para exercer tres possibibilidades, ou seja, matéria para os jornais do Grupo 1, para o nosso Portal e programar visitas com Paroquianos do Santuário Nossa Senhora de Fátima, logo, ali , no Sumaré e também com rotarianos do Rotary-Sumaré e associados de outras unidades rotárias.

Lembrei sobremaneira quando meu pai, em 1948, contruiu nossa casa, um pouco, só um pouco, mais acima, na então denominada Estrada do Araçá, hoje Rua Heitor Penteado, quase esquina com a Rua Alves Guimarães, as mesmas árvores, ameixa, abacate, pitanga, talvez os mesmos passarinhos e borboletas voavam entre as duas casas, é claro que sim, entre elas não deve existir mais do que 400 a 500 metros em linha reta. E os amigos também diziam que idéia, naquele fim de mundo ou naquela fazendinha, conhecida também como Chácara do Bispo.

Quanta verdade nos textos de Guilherme de Almeida, a Canção em homenagem aos Expedicionários brasileiros que poderá ser ouvida neste link, com letra do  Maestro Spartaco Rossi.

Reproduzo a seguir, como expressão de pura verdade,  "A Escada de minha mansarda", assim escreveu: "Íngreme, estreita, escura e curva é a escada que sobe para a minha mansarda.

Capaz de desanimar os velhos fôlegos cardiácos, nunca, entretanto, intimidou meu já vivido coração. Pelo contrário: leva-me leve, alado como os anjos da escada de Jacó.

Jamais me arrependi de tê-la subido. Sempre me arrependi de tê-la descido. Porque é mesmo uma ascenção ir pelos seus degraus acima: um despreendimento do rasteiro, numa ansia de quietude, isolamento e sonho, para o pleno ingresso nos meus Paraísos Interiores. E porque é sempre uma degringolada ir pelos degraus abaixo: uma humilhante devolução ao mundo de todo o mundo, uma expulsão de réprobo atirado impiedosametne às ganas da caterva.

Escada de minha mansarda...

Chego, pesado, do dia cretino e pornográfico, esbanjado entre interesses desinteressantes, palavrórios e palavrões, mandos e desmandos, incompreensíveis incompreensões...

Chego, O fardo é exaustivo. Enfrento a escada. Parado, um instante, deixo ir por ela o olhar e o pensamento. Já isso é um alívio. O mundo, que eu piso assume, então, certa importância: a de um capacho. Na sua áspera fibra limpo a sola dos meus sapatos. Lá, no topo, está a libertação.

E subo, contando os degraus, que vão ficando cada vez mais fáceis. e eu vou ficando cada vez  mais leve. Mais fáceis... Mais leve... Mais...

Pronto !

Aqui não há leis: nem mesmo a gravitação terrestre.

Aqui é um ponto fixo no espaço. Talvez aquele por que suspirava Arquimedes: - "Dê-me um ponto fixo no espaço que, com uma alavanca, eu moverei a terra!

Eu tenho esse ponto. E basta.  Não quero alavanca. Porque a terra não me interessa"

Nesta minha caminhada de 60 anos de Mídia, agradeço ao reconhecimento de que fui alvo no dia 30 de novembro de 2013,  reverenciando  Guilherme de Almeida como um grande ator, um fulgurante artista, porque escritor e poeta todo o mundo reconhece.

 

Penso que se a arte de noticiar se transformar somente em negócios, o que menos importa é a verdade. Como afirma  Aristóteles ao se dirigir a Platão: "Você é meu amigo, Platão, mas a verdade é ainda mais minha amiga"

Este site tem esta finalidade, com esta intenção foi criado, assim a equipe responsável, tem agido.

Toda a entrevista, todo o conteúdo, supõe-se, deve ter essa finalidade, por isso ao completar 60 anos o meu projeto de trabalho, comemora agora 2 anos deste portal - www.sergiodecastro.com.br.

Convidamos todos a navegar e ler este conteúdo, convidando-os para assistir reportagens, gravações e filmes,  ao longo deste tempo no www.youtube.com/sergiodecastrorotary, como, por exemplo: Programa os Imigrantes, no Rotary, com o Governador Amilton Medeiros Silva e outros; Dia do Advogado, Luiz José Ribeiro Filho; Tudo sobre Batismo, autor Frei França, Santuário Nossa Senhora de Fátima-Sumaré; Programa Mídia Cidadã, TV Aberta, Canal 9 Net; Projeto de Construção de Escola, Rotary Club de Curitiba-Oeste; Comemoração de Prédio do Grupo Ribeiro Filho-Advogados; Rádio Trianon 740 KW. AM - Frei José Maria Botelho, Santuário de Nossa Senhora de Fátima-Sumaré; Comemoração Dia do Rotary, Edifício Rotary, em São Paulo, entrevista com Edson Cunha Borcato e muitos outros; Programa Os Imigrantes com o Jornalista José Carlos Teixeira no Museu Armando de Arruda Pereira; Conferência Distrital, tema: Família Visionária, Governador Reinaldo Aparecido Domingos e uma segunda parte contendo  entrevistas com Reinaldo Franco, depois de um ano Governador,  como Diretor de Protocolo e mais entrevistas no Programa Os Imigrantes com Diretores do Grupo 1 de Jornais - Gazeta de Pinheiros e ainda outras gravações de variados assuntos promovidos pelo Rotary, maior organziação de serviços voluntários do mundo, em benefício de várias comunidades, destacando Eduardo de Barros Pimentel, Nahid Chicani e os Dirtetores de Rotary Internationnal, José Alfredo Pretoni e José Antonio Figueiredo Antiório. E o mais recente, fevereiro de 2014, comemoração do Dia do Rotary, na Câmara Municipal de São Paulo, iniciativa do Vereador Gilson Barreto e reconhecimentos aos líderes comunitários e lideranças do Rotary em nosso país, como Claudio Moyses, Antonio José da Costa e José Joaquim do Amaral Ferreira. Não perca !



Fonte: Sérgio de Castro
2731 Exibições
Comentários

nenhum comentário cadastrado!

Deixe seu comentário:
Nome:
Email:
Cidade/Estado:
Sua Mensagem: