Seja Bem Vindo! Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
Notícia » Rotary » Notícias
09/01/2014 às 18h52min - Atualizada em 09/01/2014 às 18h52min
O PROERD será um sucesso ?
Recentemente, o Rotary em conjunto com a Polícia Militar fez o lançamento do programa “ Rotary Prevenção às Drogas e à Violência “ , baseado no PROERD – Programa Educacional de Resistência às Drogas.

Este lançamento ocorreu no Palácio dos Bandeirantes com a presença do Exmo. Governador do Estado de São Paulo,  Geraldo Alckmim.  Na sequência,  ocorreram  reuniões  em diversos clubes rotarianos, onde palestrantes das mais diversas áreas do conhecimento divulgaram o conteúdo do PROERD.

O sucesso alcançado nestas reuniões foi indiscutível dada a presença de vários rotarianos. Porém cabe aqui um questionamento, se aferição do sucesso deve ser medida pela presença dos rotarianos dada a importância deste fórum, ou se estamos celebrando alguma eventual melhoria no controle as drogas.

Evidente   que o consumo de drogas no Brasil e no mundo, ganha contornos cada vez mais preocupantes  e por conseguinte não caberia nenhuma manifestação neste sentido.

Portanto concluímos que o evento teve o foco na tradicional força do Rotary em  reunir amigos em torno de ações  importantes para sociedade.

Exemplo disto, ocorreu no último dia  03/12/13 em  reunião conjunta na sede do Camp Pinheiros, com participação de cinco Clubes Rotary.

Naquela oportunidade, foram ministradas palestras pelo comandante Cel. Benedito Roberto Meira da Policia Militar de São Paulo e pelo  Dr. Ronaldo Meireles Campos,  que atua no combate às drogas.

Há que se destacar o grande trabalho dos componentes da Polícia Militar, que comparecem na qualidade de voluntários nestes encontros,  mostrando o amor pela profissão .

Ressaltamos  também a qualidade e o conteúdo  apresentado com muita  clareza e domínio da matéria, resultando num grande aprendizado  a todos os participantes sobre os efeitos nocivos causado pelo uso de drogas.

 Porém o maior destaque  ficou por conta da marcante declaração  proferida   pelo  Dr. Ronaldo : “  nós estamos muito preocupados pois a situação será muito pior para as próximas gerações” .

Se tomarmos esta afirmativa como verdadeira, de que o futuro está comprometido, seremos obrigados a concluir que no presente não estamos sendo suficiente ativos e eficientes no combates às drogas.

Acompanhamos há anos na qualidade de esposo, pai e agora avô, todos  as manifestações na mídia em torno deste tema, e como cidadão leigo, podemos afirmar que todas as batalhas no campo da legislação, prevenção , policiamento, não solucionaram a situação.

Se de um lado,  temos a percepção nítida de que o momento atual não mostra melhorias e de outro, conforme Dr. Ronaldo, o futuro  está comprometido, devemos estudar  outros caminhos além do PROERD.

Naturalmente apoiamos todas as iniciativas do PROERD , mas faz-se necessária abrir uma ampla discussão sobre outras alternativas, até porque o PROERD não é uma novidade, lembrando que o mesmo foi implantado pela Polícia de Los Angeles em 1989 e chegando ao Brasil em 1992.

A grande vantagem do Rotary, está na capilaridade, por estar espalhado em diversos países de todos os continentes.

Sendo assim, não seria apropriado, buscarmos  outras  experiências em redor do Mundo , através de nossos amigos rotarianos ? Como está o vizinho Uruguai encarando este problema ? Que resultados colheram os holandeses com a liberação das drogas ? Qual a posição da ONU na qual temos assento com relação ao tema ?

É claro que cada país possui sua cultura e costumes e portanto esta transmissão de conhecimento deve ser tratado com cautela Porém na XLIII Assembléia Geral da Organização dos Estados Americanos, em Antigua Guatemala  em junho último o  secretário-geral da OEA, Miguel Insulza afirmou, "Acabou o tabu de muitas décadas",  pois dos países  presentes , ao menos 14 deles discutem abertamente a liberação ou a descriminalização do uso de drogas.(*)

Dada a falta de consenso sobre   o que  é menos ruim   liberar ou não, uma afirmação podemos fazer sem medo de errar : falta informação e educação.

Nossa opinião é ratificada pelo juiz aposentado Wálter Fanganiello Maierovitch, ex-secretário nacional antidrogas e um dos maiores experts no tema no Brasil : “Só há uma coisa certa sobre as drogas: é preciso haver informação. Informação de qualidade, desvinculada da moral, do poder econômico e das forças políticas”.

Isto certamente é a função dos governos que pouco difundem em salas de aula esta questão, ou quando o fazem, não é de forma consistente, pois deveriam  municiar  o aluno desde a infância até a idade adulta, com informação de qualidade e de forma maciça.

Sendo a educação a única bandeira certa que salvará a humanidade , cabe a cada de nós, na qualidade de cidadão ou de rotariano levar esta cultura aos quatros cantos do planeta.

Portanto entrar no PROERD nos obriga entrar  para ganhar esta guerra, mesmo que saibamos que cada ser humano vive sua batalha pessoal pela suas escolhas , cabendo a cada um de nós respeitar este direito alienável , do cidadão  decidir pelo seu próprio futuro.

 

Luigi Leoni

(*) Fonte site G1

Presidente

 

 

Prezado  Amigo Rotariano

Como todos sabem, o Rotary em conjunto com a Policia Militar, deu início  a divulgação do Projeto PROERD.

Este projeto envolve todos rotarianos  e ao meu modo de ver, seria adequado que cada associado do nosso clube se manifestasse  por escrito.

Portanto estou em anexo transmitido uma cópia do meu pensamento a respeito deste assunto, cabendo a cada qual manifestar sua opinião, independente da minha posição pessoal, até 31/12/13.

No dia 16 de janeiro de 2014 , na primeira reunião do novo ano, apresentaremos ao Governador Claudio Moyses  as conclusões do nosso clube.

Atenciosamente

 

Luigi Leoni

 

 



Fonte: Sérgio de Castro
2903 Exibições
Comentários

nenhum comentário cadastrado!

Deixe seu comentário:
Nome:
Email:
Cidade/Estado:
Sua Mensagem: