Seja Bem Vindo! Domingo, 25 de Junho de 2017
Perfil

Jornalista e Contador
Foi casado com Jurema Patella de Castro . Tem dois filhos e três netos . Editor da revista “ Vida Rotária “ , da Fundação de Rotárianos de São Paulo , de 1955 a 1988, quando a publicação encerrou as suas atividades. Funcionário - Procurador da Fundação de Rotárianos de São Paulo , Colégio Rio Branco e Lar Escola Rotary , entre 1953 e 1995 .
Presidente do Conselho de Pastoral do Santuário Nossa Sra. de Fátima , Sumaré de 1975 a 1980 . Coordenador da Festa de Maio, evento anual da Comunidade do Sumaré , entre 1971–1999 , Fundador do Movimento em prol da preservação da área verde do Reservatório do Araçá , no Alto do Sumaré e Coordenador da Ecologia , desde 1990. Coordenou o núcleo Clubes de Serviço da Agaxtur e atualmente Gehltur. Relações Públicas do Quadro de Funcionários da FOS –Federação de Obras Sociais , 1988 –1994. Conselheiro da Associação Cristã de Moços, Diretor Grupo1 de Jornais Gazeta de Pinheiros .

Iniciou  a sua vida profissional no Rotary em 1953.

Office-boy na redação da revista “Vida Rotária”, galgou a  posição de editor e publicou 315 edições mensais e trimestrais.

Funcionário da Fundação de Rotarianos de São Paulo, Colégio Rio Branco e Lar Escola Rotary, como escriturário, contador, gestor e procurador por 43 anos.

Representante em São Paulo, por 22 anos da Brasil Rotário.

Jornalista, edita há 24 anos colunas no Grupo 1 de Jornais,Gazeta de Pinheiros e outros jornais. Autor de 3 livros

RP da Federação de Obras Sociais, promoveu eventos beneficentes, todos os espetáculos  produzidos no Palladium, Eldorado, grupo Veríssimo e Gallery com Vitor Oliva. Com dois sócios promoveu Bailes de Formatura de Colégios e Faculdades e nos principais Salões de São Paulo e as grandes Orquestras, também neste Salão e aqui também os Bailes de Carnaval do Clube Piratininga quando essa Associação construía sua nova sede.Também na Fos, ao lado de muitos rotarianos, com a direção técnico-científica do Prof. Vicente Amato Neto e HC, colaborou para a realização de centenas de cursos e seminários para prevenção de drogas e do HIV-Aids, quando a saúde pública recebeu este terrível impacto

Na Arquidiocese de São Paulo e no Santuário de N.S. de Fátima, no Sumaré, tem atuação relevante, um dos pioneiros do Movimento de Cursilho de Cristandade, sobretudo ao lado de sua esposa Jurema, que desempenhou notável atuação como ambientalista, dirigente religiosa, teóloga, tecladista e soprano do primeiro Santuário construído no mundo em honra de N.S.de Fátima, depois de Portugal, onde coordenou por  28 anos seguidos,a tradicional Festa de Maio, no Sumaré e as Visitas da Imagem Peregrina, diretamente de Portugal, a cada 4 anos.

Em parceria com o Rotary promove a Festa da Ecologia e da Criança, todos os  meses de outubro, neste Santuário, merecendo de todas as mídias muito apoio na divulgação.

Participou da comitiva oficial da Arquidiocese, em outubro de 1998, para a Beatificação de Frei Galvão e  neste mesmo mês, em Israel e Jerusalém participa do Primeiro Encontro Inter-religioso Mundial, preconizado pelo Concílio do Vaticano II, sem dúvida o maior e mais abrangente documento da Igreja, iniciado pelo Papa João XXIII, concluído por Paulo VI e que o Papa Francisco, em boa hora, deseja que seja aplicado verdadeiramente.

Fez cobertura jornalística em 22 Convenções, a primeira em 1978, Tóquio.

Planejou e coordenou o stand da Fundação em 1981, no Anhembi, São Paulo.

Proferiu centenas de palestras no Rotary e Igrejas. Interagiu na Escola de Pais, fundou 20 Associações de Pais e Mestres nos Centros Educacionais do Sesi, sobretudo nas gestões Mário Amato.

Em 1997 foi representante do Governador para a fundação do Rotary-Colinas do Sumaré, mudando de rumo, os candidatos, quase 100% apresentados por ele, foram empossados no clube padrinho, tendo apresentado também aproximadamente 60 novos rotarianos, em vários Distritos.

Foi presidente do Rotary Club de São Paulo-Sumaré por duas gestões, Secretário e RP várias vezes. Foi associado, em condições especiais e logísticas do RCSPaulo, República e Jardim das Bandeiras, sempre mantendo seus laços com sua origem, Sumaré.

Como fiel depositário do acervo da “Vida Rotária”, por 18 anos, que fora encerrada em pleno apogeu, entrega este rico e valioso acervo, em 2009, ao Museu AAP, ao qual dedica boa  parte do seu tempo, como voluntário.

Considerado decano da mídia rotária, recebeu reconhecimento, por iniciativa do Governador Claudio Moyses, ao completar 60 anos de trabalho no fim do ano passado, sendo saudado, entre outros, pelo decano Governador Eduardo de Barros Pimentel.

Atualmente percorre o país, como um dos assistentes de imagem pública, respondendo por 7 Distritos, sendo o único deste pequeno time, não Governador.

Âncora do programa “Os Imigrantes” atualmente transmitido pela TV Aberta e outras grades, todos os sábados, às 10h30m e rádio Trianon, 740 AM, todos os domingos às 19 horas.

3362 Exibições